Alimento Paleo

Emagrecendo com Saúde!

Depoimento Jairo

Desde a infância eu sofria com a obesidade, se não bastasse o peso em excesso, o bullying na escola, sofria também com dores articulares e uma falta de disposição enorme. Eu não era como as outras crianças que tinha disposição para brincar na rua, estava sempre com dores e muito cansaço físico e mental.

Nesta época, meus pais me levaram a inúmeros médicos na esperança de descobrirmos qual era o meu problema, mas, após saírem os resultados dos exames (sem nenhuma alteração), os médicos davam sempre o mesmo diagnóstico que era mais ou menos assim: “seu filho não tem nada, isso é manha, preguiça. Ele tem é que fazer um regime pois está muito gordo”.

Assim fui crescendo, passei a frequentar nutricionistas, aprendi a contar calorias e a viver em déficit calórico. Porém, o sonho de ter um corpo saudável parecia mais longe a cada dia que se passava. Continuava indo em todos os tipos de especialistas, fazendo todos os tipos de exames possíveis, mas, os sintomas só pioravam e os resultados dos exames continuavam não acusando nada.

Os médicos falavam que as dores articulares eram por conta do sobrepeso, ou simplesmente: “coisa da minha cabeça”, que eu não tinha problema algum, era muito novo para sentir tais dores. Pior do que as dores era ouvir isso de praticamente todos os médicos, estava desacreditado que um dia poderia ter uma vida normal.

Em 2007 aos 18 anos de idade, fui convocado para o serviço militar obrigatório, onde durante 1 ano tive que acordar às 5 da madrugada de segunda a sábado e fazer atividades físicas que incluíam corrida de rua, flexões, abdominais etc. Eu que não tinha disposição para nada e vivia sentindo dores. Foram dias muito difíceis para mim. Após alguns meses de sofrimento, me dirigi ao médico responsável pelo batalhão e algo diferente aconteceu.

Os resultados dos exames de sangue (que foram 7 naquele ano) constavam, segundo o médico, que eu tinha um quadro de reumatismo. Me assustei com o veredicto, mas por outro lado fiquei feliz. Eureca! Finalmente havia descoberto o que estava de errado comigo. Para o tratamento a recomendação médica foram 4 injeções de Benzetacil (dói só de lembrar) que eu deveria tomar uma por mês. Benzetacil para nunca mais ter que conviver com tantas dores? Topo! E assim foi.

Infelizmente ao final dos 4 meses, nada havia mudado e eu continuava a sentir dores e mais dores, agora com um agravante, cada vez estava mais depressivo e desacreditado que um dia teria disposição e viveria sem dores.

Então o médico recomendou que eu procurasse um reumatologista, assim fiz, como na época não havia médicos com essa especialização em minha cidade e eu não tinha condições financeiras para pagar, enfrentei a fila do SUS mais uma vez, e tempos depois consegui uma vaga em outra cidade para me consultar. Lá foi onde passei pelo que considero ter sido a maior das decepções da minha vida.

Após esperar longas horas na fila (coisa que eu já estava acostumado), o médico reumatologista olhou o exame de sangue (o mesmo que "diagnosticava reumatismo") e, em tom de deboche, disse que eu nunca tive reumatismo e concluiu com um "conselho" que detestei ouvir: "Olha, tire da cabeça que você tem algum problema, você é muito jovem para isso!". Por fim a receita: relaxante muscular e antidepressivo.

Voltei à estaca zero e essa ainda não havia de ser a minha última decepção. Com os problemas só aumentando, continuei buscando mais e mais médicos, fazendo mais e mais exames, entre eles: eletrocardiograma, eletroencefalograma, ressonância magnética, polissonografia, endoscopia… e por aí vai.

Então, assim chego ao dia 3 de agosto de 2013, onde deitado em minha cama em mais um sábado de indisposição e com sobrepeso, resolvi procurar, mais uma vez, sobre algo que pudesse me tirar daquela situação. Foi então que eu encontrei o blog do Dr José Carlos Souto, esse sim merece o título de DOUTOR.

Foto com o Dr. José Carlos Souto
da esquerda para a direita: minha esposa Juliana Alves do Vale (doutoranda em Biologia Celular), o renomado Dr. José Carlos Souto (presidente da ABLC - Associação Brasileira Low Carb) e eu Jairo Fontes Martins (bacharel em Sistemas de Informação) em evento sobre a Dieta Low Carb na Univiçosa.

 

Em seu blog Dr. Souto apresenta a Ciência por trás da dieta Low Carb. Era algo totalmente novo e diferente de tudo o que eu havia visto até então. Tal dieta propõe, entre outras coisas, o consumo de alimentos dos quais eu havia aprendido que faziam mal e engordavam como: gordura animal, ovos, bacon, frango com pele etc. Porém ao ler os seus artigos fui entendendo que havia sido enganado a vida inteira e que hoje eu era apenas mais uma vítima de indústrias que visam apenas o lucro.

Como eu carregava um sonho dentro de mim e haviam muitos estudos científicos randomizados que sustentavam a Low Carb, eu disse para mim mesmo: vou começar esse estilo de vida HOJE! E eis que para a minha surpresa, para a surpresa dos meus pais, amigos e namorada, em novembro (3 meses depois) eu já era praticamente outra pessoa como podem ver na imagem abaixo.

Foto Minha Evolução

Ao todo já se foram mais de 15 quilos perdidos e muita disposição encontrada (rs). Minha qualidade de vida melhorou de uma forma que nem consigo explicar. Aprendi que existem alimentos dos quais mesmo consumidos em pequenas quantidades, não nos deixam levar uma vida saudável. Alimentos que causam inflamações, picos glicêmicos, alergias entre outras coisas.

Aprendi também que existem uma infinidade de alimentos bons e saborosos dos quais se podem comer à vontade até se sentir satisfeito, sem ficar com peso na consciência. Alimentos que além de serem saudáveis, nos auxiliam na perda de gordura e consequentemente no emagrecimento, no ganho de massa magra, ou melhor: existem sim alimentos que auxiliam você a atingir a tão sonhada boa forma!

E por que eu venho aqui deixar meu depoimento?

Porque após aplicar estes conceitos e ver a minha vida mudar completamente para melhor, eu disse a mim mesmo que iria ajudar o máximo de pessoas possíveis, que querem, assim como eu, melhorar sua qualidade de vida. Quero te mostrar que consumindo os alimentos certos é impossível, repito, IMPOSSÍVEL não melhorar a sua saúde e o seu metabolismo. Com a alimentação correta você vai emagrecer, ter mais disposição, se livrar da depressão, ou seja: ser mais feliz.

Aqui no site Alimento Paleo, quero te auxiliar nesse caminho em busca da boa forma e de uma vida mais saudável. Conte comigo!

Jairo Fontes Martins